terça-feira, 20 de janeiro de 2015

SEMANA DE TEATRO É DISCUTIDA COM ARTISTAS MARANHENSES

19 de janeiro, 2015 - 19h25
Seguindo a política de diálogo estabelecida pelo governador Flávio Dino para uma gestão participativa, o diretor do Teatro Arthur Azevedo (TAA), Américo Azevedo Neto, iniciou ao longo deste mês uma série de reuniões com artistas maranhenses sobre a programação do TAA, incluindo a realização da décima edição da Semana de Teatro no Maranhão.
Durante as reuniões foi definida que a comissão artística responsável pela organização da Semana de Teatro será formada por sete pessoas, três representantes do TAA e quatro vagas para a classe artística. A escolha será feita por voto e ocorrerá na reunião que está marcada para a próxima sexta-feira (23), às 17h, no Arthur Azevedo.
Outro ponto de discussão foi a utilização do teatro como gerador de mão-de-obra e renda, levando espetáculos, grupos teatrais e oficinas de arte para o interior do estado. Também foi debatido o uso de salas do TAA pela classe artística para realização de oficinas de carpintaria e cenotécnica, ensaios, assim como a criação de um corpo de baile, coro e a instalação de uma orquestra.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

DIVULGAÇÃO DE CURSOS NAS MIL CASAS EM CHAPADINHA

O Projeto Teatro Victor em nome do criador Victor Hugo da C. Leite, estará ministrando aulas de Teatro, em sua própria residência em caráter experimental, a partir do dia 01 de março de 2015. Bem como estaremos em parcerias, para possíveis outros cursos, dentre estes De: Alfabetização Para Adultos, Matemática Financeira Familiar,Curso de Percussão, Português ,Dança, artesanato.

Ainda estamos nas articulações para a promoção e divulgação desse grande trabalho em conjunto com a comunidade das mil casas.

Em breve definiremos o endereço e que curso, irá começar...

Agradecemos dês de já as parcerias firmadas em prol desse grande trabalho social.


             Atenciosamente,
                                    Victor Hugo da C. Leite

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

CURSO PROFISSIONALIZANTE DE TEATRO PARA AS CIDADES DO LESTE MARANHENSE

O "Projeto Teatro Victor", está aberto a propostas de gestores e secretários (as) de Educação e Cultura, que estejam com o objetivo de implementar em sua  região um curso Profissionalizante de Artes Cênicas (Teatro), para servir como um trabalho continuado, bem como para o melhoramento das diretrizes escolares do ensino formal.

O Ator Victor Hugo, é técnico em Artes Cênicas, e é ministrante de aulas de teatro em todo o Brasil. As aulas terão apostila, bem como serão divididas em 4 módulos trimestralmente, totalizando 12 meses de curso, um ano.

O Curso terá validade nacional, sendo validado pelo Professor e ministrante, o senhor Victor Hugo, no qual dispõe de DRT-Ator profissional, dando a qualificação necessária para a implementação do curso, dentro do ambiente acadêmico e de estudo.

Já estamos recebendo propostas de municipios limítrofes, bem como de municipios dentro do raio de ação do trabalho, no leste Maranhense, como: Vargem Grande,Chapadinha, Anapurus, Mata Roma, Brejo.

Mais informações estarão dispostas em nosso blog: www.projetoteatrovictor.blogspot.com 

Os interessados devem mandar uma carta proposta para o e-mail: victorhugojornalismo@gmail.com ou diretamente, através de contato por celular: (98) 99152.6662-Victor Hugo

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

TEXTO DA PEÇA DA BALAIADA


Peça: A balaiada
Temática-Histórica
 Após a independência do Brasil Colonial

Personagens:
1.     Antônio Raimundo Guimarães- (Oficial do Governo que abusou das filhas)
2.     Manoel dos Anjos-(Artesão conhecido como Balaio)
3.     Cosme Bento- (Negro que contou com o apoio de 3 mil escravos)
4.     Luis Alves (Coronel que ganhou a luta contra a revolta)
5.     Raimundo Gomes-( precursor a juntar forças, entre os negros, escravos e artesãos)
6.     Filhas- (Manoel Anjos Ferreira)
7.     Manoel Francisco Gomes
Figurantes:
1.     Escravos
2.     Artesãos
3.     Vaqueiros
4.     Soldados do Governo
Cena 1
1º ATO
A história começa com o grande precursor Raimundo Gomes
Raimundo Gomes- Vamos libertar os vaqueiros de vila da manga... (em tom de revolta)
Raimundo Gomes- Não aguentamos mais tanto mandonismo politicoe desmandos, passados da época colonial, entramos do estabelecimento da independência do Brasil, e até hoje o escravismo continua, os artesãos são deixados de lado, e os vaqueiros não são bem olhados por esse governo.
Manoel dos Anjos Ferreira- Meu amigo Raimundo Gomes, vamos fortalecer a nossa caminhada rumo ao nosso objetivo.  Minhas filhas foram abusadas sexualmente por um oficial do governo, isso me revoltou profundamentee a partir desse instante acuso o senhor Antonio Raimundo Guimarães...Estou profundamente revoltado com esse governo, e precisamos dar uma reviravolta de uma vez por todas, precisamos juntar mais forças e mais adeptos a esse movimento.
Cosme Bento- Eu como líder e mentor dos escravos que apoio esse movimento em prol de nosso povo tão sofrido e tão marginalizado, não podemos deixar que esse governo ou qualquer outro nos tirem a nossa independência tão buscada. Hoje proponho uma mudança radical. Devemos invadir Caxias, como sendo a maior economia do Maranhão no momento. E impor medo a esse governo.( em tom de reflexão da realidade que se encontra os escravos)
CENA 2
2º ATO
COMEÇA A DISCURSSÃO DO GOVERNO SOBRE A FORÇA DA BALAIADA
Luís Alves- Esse Movimento chamado de Balaiada está ganhando força em nosso governo, e está arraiando a nossa imagem. Temos que usar de toda a força armada para exterminar com esses foras da lei. ( em tom de critica ao movimento)
Oficial Antonio Raimundo Guimarães- Senhor Coronel Luís Alves, fomos perto do movimento e vimos como estão se fortalecendo, temos que juntar muitos homens para que possamos destruí-los em um confronto direto. Vejo que eles não detêm muitos instrumentos de guerra, e não estão tão articulados como se pensa, portando ganharemos com uma maior quantidade de homens de linhas de frente, bem como com armamento.
Luís Alves- acatarei sua brilhante ideia grande oficial. Sinto que isso não passa de um chamariz que logo logo irá acabar, é só uma questão de tempo...kkkkkkkkk
CENA 3
3º ATO
COMEÇA A GUERRA PROPRIAMENTE DITA
Luís Alves- Fui Nomeado pelo Governador para enfrentar uma grande tensão provocada por esse movimento na província, irei demandar 8 mil homens fortemente armados para resolver a questão...( em tom de seriedade e compromisso sem compaixão)
Raimundo Gomes- Sou vaqueiro, mas além de tudo um lutador de nossos direitos, e estamos prontos para a luta, se morrer preciso for, para que dias melhores aconteçam, iremos fazer isto...
Cosme Bento- Temos apoio da maioria dos escravos, contando com mais de 3 mil homens, temos que lutar por nossos direitos, não vamos nos calar.
Manoel dos Anjos Ferreira- Minhas filhas foram molestadas sem quaisquerrespeito. Precisamos fazer algo sobre isso, não podemos esmurecer, vamos a luta....
Música de Guerra
Cena-Enfrentamento das tropas do governo com o Movimento Chamado de Balaiada. ( Governo com armas de fogo e Movimento com apenas paus e pedras)

CENA 4
4º ATO
OMOVIMENTO DA BALAIADA FOI DESATIRCULADO PELAS TROPAS DO GOVERNO
Texto Lido (formato de narração)
Francisco Gomes-morre vitima de tiro da retaliação da revolta pelo poder do governo (ação da morte, o grito, e nada mais)
Raimundo Gomes-Morreu na deportação para São Paulo dentro da embarcação.
Cosme Bento-Foi Preso e condenado a forca em praça pública
MÚSICA MELANCOLICA NO FINAL DA PEÇA (ESQUETE, COM COMEÇO, MEIO E FIM)






Autor: (Victor Hugo/Professor de Artes Cênicas-Teatro)
Tel. Contato: (98) 99152.6662-Victor Hugo


CURSO PROFISSIONALIZANTE DE TEATRO PARA A TERCEIRA IDADE

Em 2015, o "Projeto Teatro Victor", irá implementar um Curso Profissionalizante de Teatro para a Terceira idade, com certificação com validade nacional, contudo contamos com as parcerias, que sempre colaboraram para um melhor andamento de todo o projeto.

Estaremos sempre com grandes articulações em prol da cultura e do social como meta, sempre com grandes parcerias em prol do próximo.

Tel. Contato: (98) 9152.6662-Victor Hugo 

O JORNALISMO E O TEATRO


"O Jornalismo para mim sempre foi um grande desafio e um grande sonho a se concretizar.

Sempre ficava admirado com o cidadão que entrava numa academia para estudar e ser um jornalista.

Então Adentrei a uma universidade de referência de jornalismo, de comunicação social- com habilitação em Jornalismo, na Faculdade Mauricio de Nassau, em Recife-PE.

Tive o Prazer de passar por grandes jornalistas e grandes professores que ensinaram além de ser um grande jornalista, de ter realmente o faro para a notícia e para a informação seja ela em que segmento fosse.

Hoje moro em Chapadinha Ma, não vivo de jornalismo, vivo de Teatro (Artes Cênicas), onde através da minha arte mantenho um blog, chamado: Projeto Teatro Victor, onde foca e segmenta projetos voltados para a cultura, a arte como um todo, sem maniqueísmos, e sem quaisquer tipo de propagandas e comerciais para se manter.

Vivo exclusivamente da minha arte, como ministrante de aulas de teatro, como profissional dentro do oficio e da área de atuação, e por viver toda a vida focada dentro de grandes teatros e grandes palcos teatrais, encenando e interpretando grandes papeis.

Acredito que a vitrine do artista é o palco, ali ele mostra o seu trabalho de meses de ensaio, ali ele mostra toda a sua pesquisa de construção do personagem, e quanto está compenetrado no que de fato está fazendo.

Desta forma os aplausos nada mais são, do que a complacência do público. Que lota os teatros e devoram os seus artistas, como forma de beleza estética e de conhecimento intelectual”.
(Victor Hugo)



Ator Profissional: Victor Hugo

Tel. Contato (98) 9152.6662-Victor Hugo 

sábado, 27 de dezembro de 2014

FELIZ O ANO QUE COMEÇA

Feliz o ano que começa, devemos referendar esse novo ano com muita alegria, por estamos bem, com a família e com muitas conquistas que estão por vir.

Desejo a todos  as realizações possíveis, e que possamos em 2015, fortalecer os laços que os unem, de forma a melhorar ainda mais a realidade concernente a nossa querida Chapada das Mulatas, Chapadinha-MA.